um infinito de informações: saúde, meio ambiente, inclusão social, qualidade de vida e mais...

Atenção: celular sujo pode ser prejudicial à saúde!

Saiba como higienizar o aparelho de forma correta para se proteger de ácaros e bactérias

img

Ácaros e bactérias estão em todos os lugares, até mesmo nos aparelhos celulares, que são superfícies de acúmulo destes microrganismos. Sem uma limpeza periódica, os telefones podem virar um foco de contaminação, pois estão em contato constante com as mãos, uma das portas de entrada para infecções.

De acordo com o biomédico Igor Cruz, se o microrganismo presente na superfície do celular for nocivo à saúde e, após o toque a mão for levada à boca e alguma lesão estiver presente na região, pode haver uma contaminação.

"Já foi comprovado que microrganismos patogênicos podem sobreviver na superfície dos telefones celulares. As bactérias mais comuns são o Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Enterococcus e outros tipos de Staphylococcus. Alguns desses microrganismos podem provocar dermatite e até intoxicação alimentar”, diz o especialista.

Um dos erros mais comuns das pessoas é não higienizar o aparelho após uma queda no chão. "É importante ressaltar que o celular é o recipiente para microrganismos e a mão é o que os transporta. Ou seja, após o uso do telefone, se o indivíduo coçar os olhos ou a pele e pôr a mão na boca, provavelmente vai haver um contágio", afirma Igor.

A maneira de reduzir as contaminações bacterianas nos aparelhos celulares é o uso frequente de soluções germicidas ou de álcool 70%. O biomédico dá algumas dicas para a higienização adequada:

1- Desligue o aparelho e retire sua parte traseira (se for possível);

2- Utilize uma toalha limpa ou papel absorvente e embebede com álcool 70% (não encharque);

3- Passe em toda a tela e no teclado (se tiver);

4- Enxugue com uma toalha limpa ou papel absorvente e repita a operação mais uma vez;

5- Aguarde uns 15 minutos para que o resíduo do álcool evapore, remonte o aparelho (caso precise) e ligue novamente.

A recomendação é realizar o procedimento periodicamente, ou se o usuário colocar as mãos em material contaminado e depois usar o celular, como é o caso dos profissionais de saúde.

* Esta ferramenta não fornece aconselhamento médico. destina-se apenas a fins informativos gerais, não pretende concluir nenhum diagnóstico e não aborda circunstâncias individuais. Não é um substituto do aconselhamento ou acompanhamento de profissionais da saúde. Alertamos que o diagnóstico e o tratamento não devem ser baseados neste site para tomar decisões sobre sua saúde. Jamais ignore o conselho médico profissional por algo que leu no www.saude.com.br. Se tiver uma emergência médica, ligue imediatamente para o seu médico.

  • Esta matéria pertence ao acervo do saude.com.br