um infinito de informações: saúde, meio ambiente, inclusão social, qualidade de vida e mais...

Rita Lee: " Meu prazer e honestidade em fazer o que faço transparecem de qualquer maneira para quem me assiste." (Entrevista 2001)

Em entrevista para o Saude, Rita Lee, cantora, compositora, multi-instrumentista, atriz, escritora e ativista brasileira, conta sobre sua rotina, carreira e, é claro, saúde!

img

Desde o início, já imaginávamos que aquela não seria uma entrevista comum, mas mesmo assim Rita Lee Jones superou as nossas expectativas. Isso porque, apenas dois dias depois de ter recebido a solicitação de entrevista, a auto-denominada bisavó do Rock enviou-nos a simpática resposta: "Elen, querida, fique à vontade para me mandar suas perguntas desde já". Surpreendeu-nos o e-mail ter sido escrito pessoalmente, mas surpreendeu-nos ainda mais a sua rapidez. Se a grande maioria dos artistas está sempre ocupada - ou pelo menos finge estar - com diversos compromissos, Rita Lee deveria mais do que nunca desejar ter um clone para revezar com ela suas atividades. Com 35 anos de carreira, a paulistana de cabelos vermelhos acaba de lançar seu 30º álbum (Aqui, Ali, Em Qualquer Lugar...) e está nas ruas fazendo shows, viajando para vários lugares do Brasil, concedendo entrevistas e ainda navegando pela internet. Como poderíamos imaginar que sua resposta fosse tão rápida?

 

Pensamos, então, que aquilo era sorte de principiante. Enviamos as perguntas e, no momento em que acabamos de calcular os vinte dias (ou duas semanas, na melhor das hipóteses) que levariam para recebermos as respostas, já pipocava na caixa postal um e-mail dela. Foram exatamente 51 minutos: tempo utilizado pela cantora para receber, ler, responder e enviar a entrevista de volta. Ao tomar conhecimento de nosso espanto, Rita respondeu: "pois é, quando estou em casa recebo e respondo no ato, eu adoro uma telinha, hehehe...". Decidimos, então, manter nesta entrevista seus traços cibernéticos (como a risada, as reticências e a sua assinatura, por exemplo) e esquecer as formalidades na apresentação da entrevista. Nós poderíamos dizer que Rita Lee é um ícone do rock nacional, que nasceu na véspera do ano novo, que desde 1976 vive com Roberto de Carvalho e tem três filhos, participou do grupo Os Mutantes e já fez programas na rádio e na TV. No entanto, estas informações estão disponíveis a qualquer um na home-page da cantora, bastando uma rápida pesquisa para saber que, mesmo depois de 35 anos de carreira, Rita ainda sente um friozinho na barriga antes de estrear um novo show. Mas com o seu carisma, Rita, é melhor você se convencer de que veio para tocar aqui, ali e em qualquer lugar!

 

Confira agora a entrevista exclusiva que Rita concedeu ao Saude.com.br, contando como ela concilia a vida de cantora, compositora e mãe de família. Rita também fala que a menopausa é uma bênção e que não viveria sem animais de estimação.

 

Certa vez você declarou que compõe baseada em suas próprias experiências. Sendo assim, você foi mesmo a ovelha negra da família?

 

Rita Lee: Elen querida... ovelhas negras existem nas melhores famílias do ramo... eu me proclamei a ovelha negra da minha mas talvez nem mereça esse título, minha irmã mais velha era muito mais porreta!

 

Você é uma unanimidade no panorama musical brasileiro, querida por jovens, pelo pessoal de meia idade e pelos mais velhos. Como você explica isso?

 

Rita Lee: Não sei explicar isso, posso chutar que talvez seja porque meu prazer e honestidade em fazer o que faço transparecem de qualquer maneira para quem me assiste.

 

Você costumava aconselhar seus filhos a não comer junk-food, porque dá espinhas... O que você aconselha hoje, que eles já estão crescidos?

 

Rita Lee: Sempre achei que mãe e pai não devem ficar gastando energia tentando "aconselhar" seus filhos, é uma técnica que não funciona, só faço isso quando sou requisitada formalmente... é a velha história dos pais avisarem que botar o dedo na tomada dá choque e a gente só entender isso quando leva um... ficar do lado observando os filhos fazerem suas opções não é fácil, principalmente quando eles optam errado, mas ficar palpitando na vida deles sem ser convidada é pior, melhor eles aprenderem com seus próprios erros do que com os nossos.

 

Você é dona de casa, cantora, esposa e mãe de músicos. Como você concilia as vidas familiar e profissional?

 

Rita Lee: Meus filhos não deram um quinto do trabalho que eu dei para os meus pais, são rapazes educados e independentes... Roberto é um parceiro de amor e música há 26 anos, nosso relacionamento já é telepático em todos os níveis... adoro brincar de casinha e apesar de não saber cozinhar legal sou ótima faxineira... agora que todos estão crescidos, dá para conciliar bem melhor ainda a família e o trabalho, meu harém é muito cooperativo.

 

Qual é o segredo para um casamento entre artistas ser tão duradouro quanto o seu?

 

Rita Lee: Pois é, nesse nosso meio, permanecer juntos além das bodas de prata é praticamente um milagre, né mesmo?... o segredo é um simples clichê: Amor!

 

Você é defensora dos direitos dos animais. O seu amor pelos bichanos já fez com que a criança Rita Lee pensasse em ser veterinária?

 

Rita Lee: Elen querida, eu ainda vou arranjar um tempo para estudar veterinária, se não for nesta vida será na outra!

 

Na sua opinião, qual a importância de um animal de estimação para o bem estar da família?

 

Rita Lee: Não conseguiria viver um segundo sem a presença de animais por perto, a qualidade do amor deles não se encontra entre seres humanos, é algo profundamente gratificante.

 

O que mudou na Rita dos Mutantes em relação à Rita de hoje?

 

Rita Lee: Quando somos jovens queremos ser eternos, quando chegamos na eternidade entendemos que bom mesmo é sermos mortais... continuo uma “mutanta”, mas o que ontem era radical, hoje é passageiro... estou adorando envelhecer…

 

Qual é a história por trás do seu álbum "Saúde", lançado em 1981?

 

Rita Lee: Putz, nem imagino o que há por trás do meu café da manhã de hoje, quanto mais de um disco gravado em 1981...! Minha memória não é nenhuma brastemp, hehehe... você deve ter perguntado isso porque estamos no papo "saúde" né?...neste caso nem precisamos lembrar do disco, basta saber que a verdadeira saúde está no equilíbrio entre o que pensamos, o que falamos e o que fazemos…

 

Quais foram as dificuldades para gravar este último CD, com versões abrasileiradas de 14 músicas dos Beatles?

 

Rita Lee: A maior dificuldade foi escolher repertório diante de milhares de obras primas, o resto foi só prazer... entramos no estúdio com mais de 50 músicas, temos um material gravado que daria para lançar mais uns 5 discos só de Beatles.

 

Como você costuma cuidar da sua saúde? Tem alguma alimentação especial, pratica exercícios, faz exames preventivos?

 

Rita Lee: Putz, sou a pessoa menos indicada para falar sobre o assunto "beleza"... odeio academias de ginástica, tenho pavor de salão de beleza, fujo de médicos e exames, não tomo vitaminas, detesto shopping centers e esqueço de passar cremes... mas de uma coisa meu corpo não pode se queixar: ele não ingere nenhum tipo de cadáver!

 

Certa vez você declarou que a menopausa deve ser encarada como uma bênção. Por quê?

 

Rita Lee: A menopausa é uma iniciação feminina tão importante quanto a primeira menstruação... sofri vários anos com cólicas, ficar literalmente "sempre livre" e sem derramamentos de sangue mensais foi para mim uma carta de alforria... aliás, é muito melhor ser uma velha sábia hoje do que uma jovem burrinha ontem! hehehe... beijos Ritz.

* Esta ferramenta não fornece aconselhamento médico. destina-se apenas a fins informativos gerais, não pretende concluir nenhum diagnóstico e não aborda circunstâncias individuais. Não é um substituto do aconselhamento ou acompanhamento de profissionais da saúde. Alertamos que o diagnóstico e o tratamento não devem ser baseados neste site para tomar decisões sobre sua saúde. Jamais ignore o conselho médico profissional por algo que leu no www.saude.com.br. Se tiver uma emergência médica, ligue imediatamente para o seu médico.

  • Esta matéria pertence ao acervo do saude.com.br