um infinito de informações: saúde, meio ambiente, inclusão social, qualidade de vida e mais...

Cláudia Rodrigues: "O carinho e dedicação do meu marido foram fundamentais." (Entrevista)

Em entrevista para o Saude, Cláudia Rodrigues, atriz e humorista brasileira, contra sobre o período de amamentação de sua filha Iza

img

A humorista Cláudia Rodrigues foi convidada pela Sociedade Brasileira de Pediatria para ser a madrinha da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) deste ano. A campanha é realizada em todo o país (de 4 a 10 de novembro) e tem como objetivo divulgar a importância da amamentação para a saúde do bebê, fundamental para melhorar a qualidade de vida das crianças.

 

Um dia depois de ter recebido a solicitação de entrevista, a mãe da Iza, de seis meses, falou ao Portal Saúde sobre o apoio da família no processo de amamentação e das dificuldades pelas quais passou. "Fiz uma redução de mamas e tive pouco fluxo de leite", contou a atriz.

 

Cláudia já possui dois quadros no humorístico global "Zorra Total": Ofélia, que só "abre a boca quando tem certeza"; e Sirene, que interpretava no "Sai de Baixo". Em dezembro, Talia, personagem da atriz que gosta de "beijar muuuueeeennnto", estreia no programa.

 

Confira a seguir a entrevista exclusiva que Cláudia concedeu ao www.saude.com.br, contando inclusive como ela concilia as gravações e os cuidados com Iza.

 

Cláudia, você é a madrinha da campanha sobre a Semana Mundial da Amamentação deste ano, convidada pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Como você vê este tipo de trabalho social?

 

Cláudia Rodrigues: Acho que faz parte não só do meu dever de cidadã como de pessoa pública.

 

Qual o significado da amamentação para você?

 

Cláudia Rodrigues: A amamentação nunca foi um desejo. Pra mim é caminho natural. Minha intenção era só amamentar pelo menos até os seis meses da Iza.

 

Você enfrentou dificuldades para amamentar a Iza?

 

Cláudia Rodrigues: No início sim, pois fiz uma redução de mamas e tive pouco fluxo de leite. Mas com dieta, massagens, compressas e muita vontade tudo ficou bem.

 

A sua família deu apoio? Qual foi a importância deles nesse processo?

 

Cláudia Rodrigues: Minha mãe sempre esteve muito presente. Mas o carinho e dedicação do meu marido foram fundamentais.

 

O que pode dizer sobre a experiência de ter sido madrinha da campanha da SBP?

 

Cláudia Rodrigues: Fiquei muito feliz com o convite e espero, durante todo meu ano como madrinha, contribuir de todas as maneiras possíveis com a SBP.

 

Você segue a orientação de um especialista ou faz alguma dieta alimentar?

 

Cláudia Rodrigues: No início, recebi ajuda da Regina Sarmento, que é nutricionista e fera em amamentação. Por indicação dela introduzi na alimentação mais brotos, mais água, grãos, etc. Agora tudo voltou ao normal.

 

 

Para você, qual a atividade ideal - física ou mental - para uma boa qualidade de vida?

 

Cláudia Rodrigues: Qualquer atividade em que você sinta prazer. Vai depender de cada pessoa. Eu, por exemplo, gosto de nadar.

 

Você ganhou um quadro para a sua personagem? No programa "Zorra Total", da Rede Globo. Como concilia as gravações com a Iza?

 

Cláudia Rodrigues: É tranquilo, porque não gravo todos os dias. Às vezes quando tenho que ficar fora muito tempo (como nas filmagens de Xuxa e os Duendes II) meu marido levava à Iza na locação. Aí ele ficava lá - porque dirigiu o DVD do longa - e eu voltava pra casa com ela. Não temos babá por opção. E os outros compromissos faço durante a noite, depois que ela dorme (como escrever, responder aos e-mails, etc.).

* Esta ferramenta não fornece aconselhamento médico. destina-se apenas a fins informativos gerais, não pretende concluir nenhum diagnóstico e não aborda circunstâncias individuais. Não é um substituto do aconselhamento ou acompanhamento de profissionais da saúde. Alertamos que o diagnóstico e o tratamento não devem ser baseados neste site para tomar decisões sobre sua saúde. Jamais ignore o conselho médico profissional por algo que leu no www.saude.com.br. Se tiver uma emergência médica, ligue imediatamente para o seu médico.

  • Esta matéria pertence ao acervo do saude.com.br