Buscar no site




















Obesidade

O que voce gostaria de saber

descriçao

É a presença de grande quantidade de gordura no corpo, excessiva com relação à massa muscular. Considera-se obesa aquela pessoa com um peso superior de 15 a 20% daquele recomendado na tabela padrão.

causas

Uma série de fatores combinados –genéticos, psicológicos, sócio-econômicos, relativos ao desenvolvimento e a falta de atividade física - colaboram para que se produza um consumo de calorias maior que o necessário e utilizado pelo organismo. Em poucos casos, as lesões cerebrais, a ingestão de certos medicamentos ou as alterações hormonais, podem ser a causa da obesidade.

sintomas

A obesidade pode produzir moléstias cutâneas, sudorese excessiva, adormecimento dos membros inferiores, artrose nas cadeiras, joelhos e tornozelos, ou dor lombar. Também existem dificuldades respiratórias, pelo acúmulo de gordura embaixo do diafragma ou na parede do tórax, que exercem pressão sobre os pulmões. Essas dificuldades podem produzir sonolência durante o dia e breves interrupções respiratórias durante o sono. Por seu turno, a obesidade aumenta o risco de acometimento de outras doenças, tais como hipertensão arterial, diabete, doença coronária. Nas mulheres aumentam as possibilidades de doenças da vesícula biliar, de distúrbios na menstruação, de câncer de útero, ovário e mama. Nos homens, o risco de câncer de próstata, reto e cólon.

diagnosticos

A determinação exata do nível de obesidade realiza-se com o uso de tabelas que comparam peso e altura, permitindo calcular o índice de massa corpórea.

tratamentos

A perda de peso é obtida consumindo uma quantidade menor de calorias que aquelas necessárias para o organismo. Isso envolve uma modificação geral da conduta: deve-se incorporar exercícios físicos e modificar os hábitos alimentares. Os regimes são um terceiro elemento do tratamento. Recomenda-se uma redução gradativa do peso, sem a ajuda de fármacos ou de outros elementos alheios a uma mudança da conduta. Nos casos de obesidade severa, podem ser aplicados tratamentos cirúrgicos (com redução do tamanho do estômago), de grande eficácia quando incluídos num programa de tratamento mais abrangente.