Buscar no site




















Insônia

O que voce gostaria de saber

descriçao

É a impossibilidade crônica de entrar no sono, de dormir uma quantidade adequada de horas durante a noite ou acordar sentindo-se descansado.

causas

Os elementos envolvidos na alteração do sono estão relacionados com: doenças médicas (hipertireoidismo), eventos produtores de estresse(especialmente os crônicos e aqueles relacionados com o trabalho, a ansiedade e o consumo de álcool). Os lutos e perdas significativas diminuem a eficiência do sono, do mesmo modo que o consumo de alimentos ou de bebidas estimulantes. A quantidade de horas de sono e a sua qualidade diminuem com o passar dos anos.

sintomas

A dificuldade para iniciar ou manter o sono, ou não descansar durante o mesmo. Algumas pessoas não apresentam dificuldade para dormirem, mas acordam de madrugada e já não podem dormir novamente. Também podem existir modificações nas características do sono, que pode ser leve ou inquieto. Todo esse tipo de alterações produz mal-estar ou deterioração social, no trabalho ou em outras áreas importantes na atividade da pessoa. A insônia pode produzir diminuição da energia, irritabilidade, falta de orientação, olheiras, mudanças na postura e fadiga.

diagnosticos

A melhor maneira de diagnosticar se um indivíduo está dormindo a quantidade suficiente é avaliar como ele se sente. O médico analisa o prontuário clínico da pessoa, o consumo de fármacos ou entorpecentes, o tipo de atividade que realiza durante o dia, etc.

tratamentos

De preferência, deve procurar solucionar a insônia sem percorrer ao uso de medicamentos. Deve ser estabelecido um horário de sono regular e usar técnicas de relaxamento para evitar os pensamentos que causem nervosismo. Não é conveniente passar longos períodos deitado durante o dia, porque o corpo fica acostumado de estar na cama acordado. O leite, as carnes vermelhas e outros alimentos são indutores naturais do sono; por isso, para algumas pessoas é conveniente tomar um lanche desse tipo antes de deitarem. O uso de sedativos e antiistamínicos para tratar a insônia pode aumentar a sonolência durante o dia. Os sedativos mais fortes, vendidos sob prescrição médica, podem induzir tolerância (ou seja, requererem de dose cada vez maior para produzirem o mesmo efeito) e não conseguem um sono natural e de qualidade. Como resultado disso, o indivíduo pode desenvolver dependência ao fármaco. Quando a sua administração é interrompida, pode apresentar efeito contrário, com maiores problemas de insônia.